Categorias: Notícias

Festejos juninos em Sergipe são celebração vibrante e enraizada na cultura do Nordeste  

Em 2024, mais uma vez, serão 60 dias ininterruptos de festa na Orla da Atalaia, marcados por alegria, tradição e o aconchego de um evento grandioso realizado à beira-mar

Publicação: 11/04/2024

No Arraiá do Povo e Vila do Forró a programação terá 60 dias e mais de 300 atrações

Em Sergipe, os festejos juninos são festividades marcadas por tradições folclóricas e religiosas, e pela variedade de comidas típicas, como pamonha, canjica e milho assado. Além disso, conta com elementos que representam a época, como balões, fogueiras e decorações coloridas. Tudo isso encanta sergipanos e turistas, criando uma atmosfera festiva e acolhedora nesse período que celebra a identidade cultural e a hospitalidade calorosa do povo sergipano. Imagine, então, toda essa diversidade durante 60 dias de muita festa. Em Aracaju, por exemplo, os festejos juninos acontecem em junho e julho.

Celebração vibrante e enraizada na cultura nordestina, os festejos juninos em Sergipe são marcados por muita animação nos 75 municípios que compõem o Estado. Desse modo, a tradição junina é preservada e aquecida, com destaque para as festas em cidades como a capital, Aracaju, Estância e São Cristóvão, que atraem tanto moradores locais, quanto turistas de outros estados, que vêm prestigiar apresentações de quadrilhas juninas, shows com atrações locais e nacionais, que fazem todo mundo dançar ao ritmo do forró, em especial, o tradicional pé de serra.

Apresentação de quadrilhas juninas: um espetáculo de cores e alegria                          Foto: Jorge Henrique

Vale destacar que, antes de o mês de junho começar, no dia 31 de maio, é realizada a Salva Junina, evento que abre a temporada de festejos. Tradicionalmente acontece na capital, em Aracaju, no Centro de Criatividade ‘Governador João Alves Filho’ (Bairro Cirurgia), onde é apresentado o espetáculo ‘Ópera do Milho’. Nos municípios de Areia Branca e Estância, respectivamente, Agreste Central e Litoral Sul sergipanos, a programação abrange hasteamento das bandeiras dos três santos juninos – São João, São Pedro e Santo Antônio -, bênção da fogueira, além de shows e apresentação de grupos folclóricos.

Sem dúvida, o período junino em Sergipe, além de ser marcado por muita alegria e tradição, é, também, o mais aconchegante do Nordeste pelo fato de a festa ser realizada à beira-mar. À noite, na Orla da Atalaia, em Aracaju, visitantes e turistas podem curtir toda a tradição da cultura junina com muito forró e comidas típicas. Pelo dia, é possível passear na orla considerada a mais bonita e bem-equipada do Brasil. E, claro, eles podem conhecer outros destinos no interior do estado, a exemplo do Parque dos Falcões, em Itabaiana; da Praia do Saco, em Estância; e do famoso Cânion de Xingo, em Canindé do São Francisco.

 

ARACAJU

Arraiá do Povo e Vila do Forró

Neste ano, os festejos juninos na capital do estado acontecerão, mais uma vez, entre os meses de junho e julho na Orla da Atalaia  – e prometem ser uma celebração épica. O ‘País do Forró’, como Sergipe é conhecido, terá, mais uma vez, uma vasta programação com mais de 300 atrações no Arraiá do Povo e na Vila do Forró, cidade cenográfica que agrega gastronomia típica junina, artesanato, música e tradição (veja programação abaixo).

 

Segundona do Turista

São João em Sergipe também agrega gastronomia típica junina                                Foto: Arthuro Paganini

Em Aracaju, é realizada a ‘Segundona do Turista’, na Rua São João, no Bairro Industrial, sempre às segundas-feiras. Iniciada este ano no dia 18 de março e prosseguindo até o mês de dezembro, a programação conta com shows musicais com artistas da terra, apresentações de quadrilhas juninas e de grupos folclóricos, além de barracas de comidas típicas e artesanato distribuídas na tradicional rua. Essa iniciativa do Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap), tem a parceria do Centro Social e Cultural São João de Deus, e apoio das secretarias de Estado do Turismo (Setur); do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem); e da Secretaria Especial da Comunicação Social (Secom).

 

‘Arrastapé do 18’

Na Zona Norte da capital, bairro 18 do Forte, acontece o ‘Arrastapé do 18’, especificamente na localidade conhecida como Baixa da Cachorrinha. Considerado desde a edição de 2019 o maior São João de bairro de Aracaju, com diversas atrações locais e nacionais, foi idealizado em 2008 pelo governador Fábio Mitidieri, que, na época, era deputado federal. O evento faz parte do Encontro Nordestino de Cultura, projeto da Funcap, que inclui diversos eventos na programação, a exemplo do Fórum do Forró, Fórum Nacional da Música, Fórum Nacional da Música Nordestina, Arraiá do Arranca Unha (no Centro de Criatividade) e ‘Gonzagada’ (no Complexo Cultural Gonzagão), além do Arraiá do Povo e da Vila do Forró.

 

Forró Caju

Promovido pela Prefeitura de Aracaju, o Forró Caju é realizado na Praça de Eventos Hilton Lopes, entre os mercados centrais, onde acontecem shows de artistas locais e de renome nacional, além da apresentação de trios de forró pé de serra. A programação também conta com a Marinete do Forró, receptivos no Aeroporto Internacional de Aracaju – Santa Maria e em outros pontos da cidade.

 

 INTERIOR DO ESTADO

 

Estância

No interior do estado, a tradição junina também se faz presente. Em Estância, a aproximadamente 70 quilômetros da capital, Aracaju, acontece a apresentação do barco de fogo, Patrimônio Imaterial de Sergipe desde 2013. Símbolo da cidade, o objeto deu a Estância o título de ‘Capital Nacional do Barco de Fogo’.

Além da Salva Junina, que acontece no dia 31 de maio, há a bênção da fogueira, hasteamento das bandeiras em homenagem aos três Santos Juninos – São João, São Pedro e Santo Antônio –, cortejo cultural em que dezenas de grupos folclóricos percorrem ruas da cidade ao som das batucadas e show pirotécnico de fogueteiros, que fazem apresentação de espadas. Tudo isso acontece na praça principal da cidade.

No Forródromo Rogério Cardoso, são realizados shows musicais. Ali, entre a apresentação de um artista e outro, há a corrida de Barco de Fogo e soltura de buscapés realizadas numa área reservada do evento.

 

Lagarto

A 75 quilômetros de Aracaju, o município de Lagarto, Centro-Sul sergipano, realiza o Festival da Mandioca no final do mês de maio, a partir da retirada do mastro. A cidade é popular por realizar a tradicional e centenária ‘Silibrina’, guerras de busca-pés e espadas de fogo, que dão as boas-vindas a junho. No decorrer desse mês, acontecem shows musicais, cavalgada, casamento caipira e concurso de quadrilhas. Essa programação se estende até o início de julho.

 

Capela

Em Capela, no Leste sergipano, acontece o ‘São Pedro mais arretado do Brasil’ com a realização da popular Festa do Mastro, que, em 2024, completará 85 anos. Realizado no final do mês de junho, o evento é considerado uma das mais importantes manifestações culturais de Sergipe. A programação inicia com a busca do mastro e um arrastão com um trio elétrico, ‘puxando’ os brincantes. Durante três dias no mês de julho, ocorrem os festejos com shows musicais em praça pública.

 

PROGRAMAÇÃO DO ARRAIÁ DO POVO

 

1º de junho

Pedro Lua

Fogo na Saia

Calcinha Preta

João Gomes

 

2 de junho

Xote Baião

Brasas do Forró

Babysom

 

4 de junho

Natanzinho Lima

Silvano Sales

Unha Pintada

 

5 de junho

Alê Ferraz

Painel de Controle

A Vontade

 

6 de junho

Tatah Santana

Mari Fernandez

Solange

 

7 de junho

Dudu Moral

P10

JM Puxado

Jonas Esticado

 

8 de junho

Michelle e Juliana

Vitória Freitas

Iguinho e Lulinha

Marília Tavares

 

9 de junho

Maraysa Cantora

Rojão Diferente

Nattan

Manu Bahtidão

 

11 de junho

Luanzinho Moraes

Tayrone

Pablo

 

12 de junho

Ittauan

Danielzinho Jr

Xandy Avião

 

13 de junho

Samyra Show

Nayara Azevedo

Márcia Felipe

 

14 de junho

André Novaes

João Lacerda

Ramon e Randinho

Targino Gondim

 

15 de junho

Skama de Peixe

Zé Tramela

Adelmario Coelho

Mano Walter

 

16 de junho

Danielzinho Kaceteiro

Peruano

Zé Vaqueiro

 

18 de junho

Gabriel O Príncipe

Nadson

Heitor Costa

 

19 de junho

Zueirões do Forró

Limão com Mel

Avine Vinny

 

20 de junho

Thais Nogueira

Rafaela Santos

Priscila Senna

 

21 de junho

Zé Luiz Vaqueiro

Elton Mota

Matheus Fernandes

Jorge de Altinho

 

22 de junho

Erivaldo de Carira

Jeany e Dedé

Geraldo Azevedo

Falamansa

 

23 de junho

Estakazero

Alcymar Monteiro

Flor de Maracujá

Cintura Fina

 

24 de junho

Igor Ativado

Fabiano Guimarães

Bruno e Marone

Marcelo Bala

 

25 de junho

Chiko Queiroga e Antônio Rogério

Santana o Cantador

Vitor Fernandes

Lipe Lucena

 

26 de junho

Cuscuz com Leite

Dorgival

Taty Girl

 

27 de junho

Ninéia Oliveira

Valkyria Santos

Joelma

 

28 de junho

Farra de Barão

As Patricinhas

Felipe Amorim

Magníficos

 

29 de junho

Ygor Raniere

Geninho Batalha

Tarcísio do Acordeon

Cavaleiros

 

30 de junho

Mestrinho

Flávio José

Elba Ramalho